WhatsApp (11) 972-386-054

Hérnia de Disco – Sintomas, causas, diagnóstico e tratamento

Por Prof. Dr. Joe Rosario

Definição de hérnia de disco

A hérnia de disco refere-se a um problema com um dos coxins chamados discos intervertebrais que se localizam entre cada uma de suas vértebras. As vértebras e os discos se empilham para formar a sua coluna vertebral.

Cada disco vertebral possuí em seu centro uma substância gelatinosa encapsulada no meio de um anel fibroso. Uma hérnia de disco ocorre quando essa substância gelatinosa é empurrada para fora através de uma rachadura no exterior do anel fibroso.

A hérnia de disco pode irritar os nervos próximos e resultar em dor, dormência ou fraqueza em um braço ou perna. Por outro lado, muitas pessoas não têm quaisquer sintomas mesmo com a hérnia de disco. A maioria das pessoas que têm uma hérnia de disco não precisa de cirurgia para corrigir o problema.

Sintomas

Apesar do fato de algumas hérnias serem indolores, normalmente elas são causadoras de dores intensas. A maioria das hérnias ocorrem na parte inferior das costas – a coluna lombar. No entanto, elas também podem ocorrer em seu pescoço – coluna cervical.

Os sinais e sintomas de uma hérnia de disco mais comuns são:

• Dor no braço ou na perna. Se a sua hérnia de disco está na parte inferior das costas, você normalmente sentirá a dor mais intensa em suas nádegas, coxa e panturrilha. Também pode envolver parte do pé. Se a sua hérnia de disco está no pescoço, a dor será mais intensa no ombro e braço. Essa dor pode ficar ativa nos seu braços ou pernas ao tossir, espirrar ou ao movimentar sua coluna em determinadas posições.
• Dormência ou formigamento. As pessoas que têm uma hérnia de disco, muitas vezes sentem dormência ou formigamento na parte do corpo servida pelos nervos afetados.
• Fraqueza. Músculos ativados pelos nervos afetados tendem a se enfraquecer. Isso pode fazer com que você tropece, ou prejudique a sua capacidade de levantar, segurar e sustentar objetos diversos.

Quando consultar o Doutor da Coluna

O Doutor da Coluna pode te ajudar sempre que houver desconforto ou dor. Porém, procure o Doutor da Coluna se a sua dor do pescoço ou das costas irradiar para o seu braço ou perna, ou ainda se a dor é acompanhada de dormência, formigamento ou fraqueza.

Causas

Hérnia de disco é, geralmente, o resultado de um desgaste gradual relacionada ao envelhecimento e desgaste chamado degeneração do disco. Conforme você envelhece, seus discos espinhais perdem parte de seu conteúdo de água. Isso os torna menos flexíveis e mais propensos a uma ruptura, mesmo com uma pequena tensão ou torção.

A maioria das pessoas não consegue identificar a causa exata de sua hérnia de disco. Uma causa comum é o uso dos músculos das costas ao invés dos músculos da perna para levantar objetos grandes e pesados. Da mesma forma, uma hérnia pode acontecer ao realizar movimentos de torção na coluna enquanto objetos pesados são carregados.

Os fatores de risco

Fatores que aumentam o risco de uma hérnia de disco podem incluir:

• Peso. O excesso de peso provoca estresse extra sobre os discos na parte inferior das costas.

• Ocupação. As pessoas com empregos exigentes fisicamente têm um maior risco de problemas nas costas. Levantamento repetitivo, puxar, empurrar, flexão lateral e torção também podem aumentar o risco de uma hérnia de disco.

• Genética. Algumas pessoas herdam uma predisposição para o desenvolvimento de uma hérnia de disco.

O que você pode fazer antes da consulta

Antes da sua consulta, você pode pensar ou até mesmo escrever as respostas para as seguintes questões:

• Quando você começou a sentir os sintomas?
• Você estava levantando, empurrando ou puxando qualquer coisa no momento em que sentiu os primeiros sintomas? Você estava torcendo suas costas?
• A dor o impediu de participar de atividades que você queria fazer?
• O que parece melhorar os seus sintomas?
• O que parece piorar os seus sintomas?
• Quais são os medicamentos ou suplementos que você toma?
• Você tem alguma dor que irradia para seus braços ou pernas?
• Você sente alguma fraqueza ou dormência nos braços ou pernas?
• Você já notou qualquer alteração nos seus hábitos intestinais ou da bexiga?
• Tossir ou espirrar piorar a sua dor na perna?
• A dor está interferindo com seu sono ou seu trabalho?

Testes e diagnóstico

Durante o exame físico, o Doutor da Coluna pedirá uma séria de movimentos para determinar a causa de sua dor. Além disso, um exame neurológico pode ser necessário para verificar reflexos, força muscular, marcha, capacidade de sentir leves toques ou vibrações.

Na maioria dos casos de hérnia de disco, um exame físico e um histórico da dor são suficientes para o diagnóstico. Outros testes que podem ser requeridos são:

• Raios-X. Radiografias simples não detectam hérnia de disco, mas eles podem ser realizados para descartar outras causas de dor nas costas, como uma infecção, tumor, problemas de alinhamento da coluna vertebral ou um osso quebrado.

• Tomografia computadorizada. Uma série de raios-X de várias direções diferentes combinados para criar imagens transversais de sua coluna vertebral e das outras estruturas em torno dela.

• Ressonância magnética. Ondas de rádio e um forte campo magnético são usados para criar imagens de estruturas internas do seu corpo. Este teste pode ser utilizado para confirmar a localização da hérnia e ver quais os nervos são afetados.

• Mielograma. Um corante é injetado no fluido espinal, e, em seguida, os raios X são tomados. Este teste pode mostrar a pressão sobre a medula espinhal ou nervos devido a múltiplas hérnias de disco ou outras condições.

• Eletromiograma. Mede como os impulsos elétricos estão se movendo ao longo do tecido nervoso. Isso pode ajudar a identificar a localização da lesão do nervo.

Tratamentos

O tratamento conservador – sem cirurgia – alivia os sintomas em 9 de cada 10 pessoas com hérnia de disco.

Exercícios específicos e Terapia Manual é a melhor combinação para um tratamento eficiente. Tratamentos compostos unicamente por aparelhos ou máquinas tendem a não surtir efeito ou, no máximo, um efeito de curta duração.

Entre os métodos de tratamento que possuem eficiência comprovada e realizados no Doutor da Coluna encontram-se:
• Alinhamento Postural (RPG ou Postural Balance)
• Acupuntura e Medicina Tradicional Chinesa
• Naturopatia
• Mobilização ou manipulação vertebral (Quiropraxia, Osteopatia ou Terapia Manual)
• Mobilização da Fascia (Rolfing)

Um número muito pequeno de pessoas com hérnia de disco, eventualmente, precisar de cirurgia. Cirurgia pode ser sugerida se os tratamentos conservadores não conseguem melhorar os seus sintomas após seis semanas, especialmente se você continuar a experiência:
• dormência ou fraqueza
• Dificuldade em pé ou andando
• Perda do controle da bexiga ou intestino

Por isso é muito importante um tratamento conservador eficiente. Um tratamento malfeito, baseado em técnicas e equipamentos sem comprovação podem levar a cirurgias desnecessárias.

Em muitos casos, os cirurgiões podem remover apenas a parte saliente do disco. Raramente, no entanto, todo o disco tem de ser removido. Nestes casos, as vértebras são fixadas utilizando-se hastes de metal para proporcionar a estabilidade da coluna. Raramente, o cirurgião pode sugerir a implante de um disco artificial.

Estilo de vida e remédios caseiros

• Use calor ou frio. Inicialmente, utiliza-se compressas frias para aliviar a dor e inflamação. Depois de alguns dias, você pode alternar para o calor suave para dar alívio e conforto.
• Evite o excesso de repouso no leito. Excesso de repouso na cama pode levar a rigidez articular e músculos fracos – o que pode complicar a sua recuperação. Em vez disso, descansar em uma posição confortável durante 30 minutos, e depois ir para uma pequena caminhada ou fazer algum trabalho. Tente evitar atividades que pioram sua dor durante o processo de recuperação.

Enfrentando a situação e suporte emocional

A dor afeta mais do que apenas o seu bem-estar físico. Se você tem que lidar com hérnias de disco recorrentes ou outros problemas nas costas, a sua saúde psicológica e emocional também ficam vulneráveis. Essas dicas podem ajudar a lidar com a dor relacionada a uma hérnia de disco:

• Identificar os gatilhos de dor. Certas atividades ou comportamentos podem piorar a sua dor. Se você identificar esses gatilhos, você pode evitar ou limitá-los.
• Gerenciar o estresse. Estresse aumenta a dor. Tente fazer exercícios de respiração profunda e praticar outras técnicas de relaxamento quando o seu nível de estresse começa a subir.
• Consulte um psicólogo. Esta atitude pode ajudar o período de fraqueza emocional e desânimo gerado pela doença. A depressão está ligado a diminuição do limiar de dor. Como uma dor prolongada leva ao estado depressivo e, consequentemente a depressão piora a dor, este ciclo vicioso precisa ser quebrado, ou pelo tratamento biomecânico ou pelo suporte psicológico.

Prevenção

Para ajudar a evitar uma hérnia de disco:

• Exercícios. O fortalecimento dos músculos do tronco ajuda a estabilizar e apoiar a coluna. Porém, exercícios realizados de maneira incorreta, como levantamento de peso em posições onde a coluna fica em posições desfavoráveis podem levar a uma hérnia discal.
• Manter uma boa postura. Boa postura reduz a pressão sobre a coluna e os discos. Mantenha as costas retas e alinhadas, especialmente quando sentado por longos períodos. Levantar objetos pesados corretamente, fazendo com que suas pernas – não a sua volta – a maior parte do trabalho. No Doutor da Coluna é possível fazer um trabalho postural de prevenção.
• Mantenha um peso saudável. O excesso de peso coloca mais pressão sobre a coluna vertebral e os discos, tornando-os mais suscetíveis a hérnia.

Caso você tenha alguns destes sintomas, nós do Doutor da Coluna estamos prontos para te ajudar. Marque sua consulta!